A ORIGEM DO PERFUME



Muitas pessoas usam, mas nem todas conhecem a origem do perfume ou os processos pelos quais o perfume passa até chegar ao consumidor final. O perfume nada mais é do que uma mistura de óleos essenciais e aromáticos que são juntados ao álcool e a água. Ele é usado para dar um aroma duradouro a objetos e ao corpo humano. O perfume nasceu no Egito e era um dos acessórios de poucos privilegiados. Na realidade o perfume no Egito era apenas usados nos deuses e nos mortos. Mais tarde, quando os sacerdotes começaram a aprimorar a composição e a fabricação dos perfumes, os faraós e os membros da corte começaram a usá-los.

A primeira grande crise do perfume também surgiu no Egito, quando os soltados pararam de fornecer essências aromáticas para a fabricação dos perfumes. As fragrâncias traziam um toque de frescor ao clima árido do local. Já no século IX um químico árabe escreveu o primeiro livro sobre perfumes. Foi o primeiro manual que continha receitas de óleos essenciais e fragrâncias. Ensinava a fazer substituições e imitações com materiais fáceis de serem encontrados. O livro continha ao todo 107 receitas e incluía passo a passo o modo de fabricação do perfume e os materiais que eram utilizados; foi literalmente o  primeiro guia do perfume.

Mais tarde, dois médicos persas descobriram a extração do perfume através da destilação. Eles extraíram o aroma das flores por esse processo e assim puderam criar novas fragrâncias e essências. O primeiro experimento deles foi com as rosas. Depois eles caminharam para a descoberta da essência feita a partir de mistura de óleos com ervas ou com pétalas de flores amassadas. Nesse mesmo período a água de rosas tornou-se muito popular por ser um perfume delicado e mais fraco que os demais, entretanto muito caro já que para se obter um 1 litro de óleo de rosas é necessário processar centenas de quilos de pétalas.

Todos esses processos criados pelos persas acabaram por influenciar a perfumaria ocidental. Muitos dos experimentos no campo da perfumaria foram essenciais na área da química. O perfume só chegou a Europa durante o renascimento, de lá espalhou-se para o mundo todo. Quanto mais o perfume se espalhava, mais as técnicas e novas fragrâncias iam surgindo. Hoje em dia o perfume ganhou novas fragrâncias, aromas e nomes. A cada dia pode ser lançado um novo tipo de perfume com um aroma diferenciado. A indústria do perfume é uma das que mais cresce no mundo todo.

Uns usam o perfume para deixar a sua marca no local, outros usam as fragrâncias como modo de fazer algum bem ao corpo e ao espírito já que algumas essências, se usadas corretamente podem trazer inúmeros benefícios para a saúde. Os cheiros têm o poder de atração e muitas fórmulas ditas do “amor” tem sido lançadas e divulgadas efusivamente. O certo é que o perfume marca uma pessoa e pode até mesmo chamar a atenção do sexo oposto. Basta saber como usá-la a seu favor para atrair e não cometer nenhuma gafe.




0