ROXETTE - A HISTÓRIA



Roxette é uma dupla de música pop rock sueca formada por Marie Fredriksson e Per Gessle. A dupla alcançou sucesso mundial entre o fim dos anos 1980 até meados da década de 1990, período em que tiveram dezenove singles no top 40 do UK Singles Chart e quatro singles #1 nos Estados Unidos: "The Look", "Listen to Your Heart", "It Must Have Been Love" e "Joyride".


 Além disso a dupla foi certificada pela Recording Industry Association of America (RIAA), com dois álbuns de platina — Look Sharp!, de 1988 (lançado nos Estados Unidos em 1989) e Joyride, de 1991, bem como dois singles de ouro — "The Look" e "It Must Have Been Love". Ao longo de mais de vinte anos de carreira, o Roxette vendeu mais de 75 milhões de álbuns e 25 milhões de singles no mundo todo.



Na época que os cantores/compositores Per Gessle e Marie Fredriksson uniram-se para formar o Roxette, ambos eram artistas de sucesso na Suécia. Eles se conheceram em 1979, atuando em bandas distintas. Gessle era integrante de uma das mais populares bandas suecas, o Gyllene Tider, enquanto Marie trabalhava nos menos bem sucedidos Strul e Mamas Barn, antes de ambos embarcaram em carreiras solo.


 Em 1981, Marie cantou pela primeira vez com Gyllene Tider, cantando ao fundo em um álbum de língua sueca da banda lançado em 1982, e que rendeu ao Gyllene Tider seu primeiro prêmio Rockbjörnen na categoria Melhor Grupo Sueco.


Enquanto trabalha em seu primeiro disco solo (Het Vind), Marie continuava fazendo pequenas participações no álbum The Heartland Café, o primeiro do Gyllene Tider em língua inglesa. Segundo Gessle, esse trabalho foi feito em resposta ao interesse manifestado pela Capitol Records, uma gravadora norte-americana afiliada ao EMI Group, a gravadora do Gyllene Tider.


 Gessle já havia escrito uma canção em inglês, que apareceu num álbum de 1982 lançado por Anni-Frid Lyngstad, ex-integrante do grupo ABBA. Foi, de fato, uma adaptação de um poema de Dorothy Parker. Escrever e gravar canções em inglês foi, para o Gyllene Tider, foi uma tentativa de chegar para o lucrativo mercado americano.


The Heartland Café vendeu inexpressivas 45.000 cópias na Suécia. O recém-nomeado Roxette lançou apenas um single nos Estados Unidos, "Teaser Japanese", cujo vídeo chegou à MTV, mas não chegou se quer a ser exibido.


 Como os singles posteriores, saíram-se melhor, na Suécia, o Gyllene Tider iniciou uma breve turnê pelo país para divulgar o álbum. No entanto, "o álbum morreu depressa demais e uma carreira internacional morreu antes de sequer começar", escreveu Gessle. "Decidimos então por o Gyllene Tider para descansar ... por um tempo".


Gessle gravou um disco solo em língua sueca, lançado em 1985 e trazendo novamente Marie cantando ao fundo, ao mesmo tempo em que Fredriksson gravou seu segundo disco solo e recebeu o prêmio Rockbjörnen como Melhor Artista Feminina Sueca de 1986. Após o aconselhamento mútuo de suas gravadoras, Per e Marie juntaram-se para gravar um single em inglês. "Neverending Love" foi lançado no final de 1986 sob o nome "Roxette" e alcançou o Top 10 sueco.



Durante alguns shows da turnê "Party Crasher", Marie Fredriksson surgiu como convidada (para alegria e surpresa da plateia) e interpretou antigos sucessos do Roxette como "The Look" e "It Must Have Been Love" (Per Gessle vinha tocando músicas da dupla nos shows desta turnê).


Depois de anos afastados dos palcos, em 2009 a dupla anuncia numa conferência de imprensa que vai se apresentar no festival “Night of The Proms”. Eles se apresentam por várias partes do mundo tocando seus quatro maiores sucessos, orquestrados: “The Look”, “Listen To Your Heart”, “It Must Have Been Love” e “Joyride”. 


Durante esse tempo, novas ideias e canções surgem e o Roxette decide gravar um novo trabalho.Logo no início de 2010, Per e Marie entram em estúdio e dão início ao processo de criação do novo álbum. Per Gessle revela em uma entrevista que eles estão trabalhando em 16 canções e que o resultado vem sendo matador.


 Sobre o estilo das canções, ele afirma que elas soam como um “Look Sharp” moderno, cheio de duetos como “Dangerous” e “Dressed For Success”. Em Agosto, eles tocaram “The Look” na cerimônia de casamento da Princesa da Suécia, Victoria.





0