Viagem do Rock pelo Mundo - Primeira Parada - Japão






Dentro do cenário do rock japonês existe uma vertente chamada visual kei, um movimento musical que mistura vários estilos, onde as bandas valem-se de roupas e maquiagens elaboradas e perfomances extravagantes. Visual kei , ou visual j-rock, é um movimento musical que surgiu no Japão na década de 1980.



Consiste na mistura de diversas vertentes musicais como rock, metal e, muitas vezes, uso de instrumentos relacionados à música clássica, tais como violino, violoncelo, orgão, cravo e piano (exemplo de bandas que utilizam esta influência seriam MALICE MIZER, Moi dix Mois, Sito Magus e Versailles).


 Uma das peculiaridades desse movimento é a ênfase na aparência de seus artistas, muitas vezes extravagante, outras vezes mais leve, mas quase sempre misturada com a androginia, e shows chamativos. No visual kei a música anda sempre ao lado da imagem e vice-versa.




Algumas bandas consideradas pioneiras do visual kei são, X JAPAN,D, D’ERLANGER, NIGHTMARE , DEAD END, BUCK-TICK, Kamaitachi e COLOR. O movimento teve seu auge em meados da década de 1990, quando bandas como BUCK-TICK, X JAPAN, LUNA SEA, Kuroyume, MALICE MIZER, SHAZNA e outras conquistaram o público e o mercado japonês. 


Mais tarde, durante os anos 2000, bandas como the GazettE, Nightmare, Moi dix Mois, D'espairsRay, BLOOD, Art Cube, Kagerou, Kagrra,, Onmyo-Za e Alice Nine iniciaram campanhas oficiais na Europa e em alguns países das Américas, lugares onde hoje em dia também já existe uma base sólida de fãs do movimento.



O visual kei sempre foi um movimento dinâmico e com o tempo foi ganhando variadas vertentes.



0