1 de outubro de 2012

Quem é Nicolas Cage ?





Nicolas é filho do professor universitário August Coppola e da coreógrafa Joy Vogelsang. Dos quatro filhos do casal, um morreu minutos após o nascimento — exatamente o gêmeo de Nicolas, Jonathan. Os outros irmãos são Mark e Christopher.


Quando Nicolas tinha cinco anos, os pais separaram-se, os filhos ficaram com o pai. Teve infância e adolescência difíceis - a partir dos seis anos sofreu com as crises depressivas de sua mãe,que sofria de transtorno bipolar e passava internada num hospital psiquiátrico recebendo terapias de choque: "A minha infância foi passada em visitas ao hospital". 


Apesar disso, ele admite que ela foi a inspiração de muitas das suas interpretações. Era o saco de pancadas de um colega no autocarro da escola. Um dia, colocou a roupa do irmão, óculos escuros, gel no cabelo, e entrou furioso no autocarro. 


Disse que era o primo de Nicolas, que o deixassem em paz. Trocou Long Beach por São Francisco aos 12 anos, para estudar teatro. Começou a actuar aos 15 e cedo foi para Los Angeles. Aí conseguiu o seu primeiro papel no filme para a televisão The Best of Times



O seu nome artístico foi retirado da personagem de histórias aos quadrinhos Luke Cage (do qual era fã). Cage é sobrinho do director Francis Ford Coppola, sendo assim primo da cineasta Sofia Coppola. Contudo, ele optou por não utilizar o sobrenome famoso quando iniciou a sua carreira. 


Em sua árvore genealógica o primeiro artista da família foi o compositor Carmine Coppola, que casou com Italia Coppola e teve três filhos: Talia Coppola (a actriz Talia Shire), o director Francis Coppola e August Coppola, o pai de Nicholas.


Nicolas Cage demorou bastante tempo para se tornar uma estrela, desde a sua estreia no filme Fast Times at Ridgemont High (Picardias Estudantis) até à sua passagem pelo cinema independente. 


Em 1982 conseguiu um pequeno papel em Picardias Estudantis, mas a maioria das suas cenas foi cortada, o que acabou por desanimar o actor e levá-lo a trabalhar como vendedor de pipocas no Fairfax Theater, pois Nick acreditava que esta era a única carreira que ele poderia seguir relacionada ao cinema.


Dentro das peripécias do actor: ele já chegou a comer uma barata viva para "entender" uma personagem durante as filmagens de Um Estranho Vampiro, filmou-se bêbado para encarnar o protagonista de Leaving Las Vegas (Morrer em Las Vegas/Despedida em Las Vegas) e em Birdy (Asas da Liberdade), extraiu dois dentes sem anestesia. O actor pensou em entrar para a Marinha só para viajar num navio e conhecer o mundo, até decidir que deveria encontrar uma forma para expressar sua raiva, seu medo e emoções.


 E essa forma foi encontrada: ele resolveu actuar. Seguiram-se outros filmes de pouco sucesso, até chegar em Moonstruck (Feitiço da Lua), ao lado de Cher e finalmente, Wild at Heart (Coração Selvagem), de 1990, quando o actor ganhou fama e reconhecimento. Depois, participou noutras longas metragens (facto que o fez ser criticado por um amigo do início de carreira, Sean Penn), o que lhe rendeu um bom dinheiro.


 Esteve em Con Air (Con Air – A Rota da Fuga) e Gone in Sixty Seconds (60 Segundos). Mas também participou em produções de outros géneros, como City of Angels (Cidade dos Anjos), em que actua ao lado de Meg Ryan. A personagem que mais lhe rendeu prémios e boas críticas foi o alcoólico que interpretou em Leaving Las Vegas (Despedida em Las Vegas), pelo qual recebeu o Oscar de Melhor Actor.


Adora histórias de quadrinhos. Tinha uma colecção enorme e com raridades, como a primeira edição de Superman. Em 2002, sem qualquer motivo aparente, decidiu leiloar mais de 400 dos seus exemplares. No total, a colecção rendeu-lhe mais de 1,6 milhões de dólares.


Mora num castelo branco, estilo alemão, rodeado de flores tropicais, nas colinas de Hollywood. Outro endereço é a casa de campo, ao estilo inglês, do ano de 1940 ; uma mansão vitoriana em São Francisco e uma casa em Malibu.


Postar um comentário

Facebook