16 de fevereiro de 2013

Profecias de Nostradamus

//

A morte do rei da França
Um ano após a publicação do texto abaixo, ocorreu o casamento da irmã e filha de Henrique II (1519-1559), rei da França. Na festa, travou-se um combate amistoso entre cavaleiros, no qual o rei desafiou o jovem Gabriel da sua guarda. No segundo assalto, a lança do cavaleiro levantou a viseira da armadura do rei, penetrou seu olho e atingiu o cérebro. O rei agonizou por dez dias e depois morreu.


O jovem leão vencerá o velho, 

Num torneio de liças, 
Ele lhe perfurará o olho através da armadura dourada, 
Em um dos dois combates, 
E terá morte cruel.
(I, 35)




A noite sangrenta de São Bartolomeu
Catarina de Médicis (1519-1589), cuja influência estava abalada, combinou com o Duque Henrique de Guise (1550-1588), um massacre geral dos chefes protestantes. O sino de Saint Germain L’auxerrois deu o sinal às três horas da madrugada do dia 24 de agosto. Considerado como “a vergonha do século”, o dia 24 de agosto de 1572 ficou marcado como a terrível noite de São Bartolomeu (Sextilha 52).


Paris, que sofre de penúria, 

Ao segundo soar do sino, gravará em seus anais, São Bartolomeu. 
Nimes, La Rochelle, Genebra, Montpellier, 
Castres e Lyon serão o teatro de combates. 
Por causa de uma mulher, a guerra religiosa, 
Começará ao som do sino.

 

Perseguição dos astrônomos
Giordano Bruno (1548-1600) foi mandado à fogueira pela igreja. Esse acontecimento fez com que se iniciasse a perseguição aos cientistas no século XVII.

Alguns dos mais instruídos em astronomia, 
Serão condenados, punidos por éditos, 
Perseguidos como criminosos, 
E mortos onde forem encontrados.
(IV, 18)

O número de astrônomos (astrólogos) aumentará bastante, 
Apesar das perseguições, banimentos e censura dos seus livros, 
Por bulas, em 1607, de tal sorte, 
Que não terão segurança diante do Santo Ofício.
(VIII, 71)


A Revolução Francesa
A Revolução Francesa ocorreu em 1789 para mudar a história do mundo, prevista por Nostradamus. No fim do século XVIII, a França era a mais extensa, rica e adiantada na Europa. A rainha Maria Antonieta (1755-1793) se tornou impopular por suas futilidades, e mesmo assim, o Rei Luis XVI (1754-1793) tinha a simpatia do povo. Em 14 de julho de 1789, ocorreu a Queda da Bastilha que iniciou a Revolução Francesa (fato previsto em II, 57). A Bastilha foi tomada, demonstrando a fraqueza do Rei que foi preso e guilhotinado antes do fim do seu reinado.

A época é muito boa e o Rei muito bom, 
Serão aniquilados pronta e subitamente pela negligência. 
Farão mal juízo da leviandade da esposa do Rei, 
Que será morto devido à sua benevolência.
(X, 43)

Antes da guerra, o grande tombará, 
O grande cairá e será executado, sua morte será súbita e triste, 
Antes que ele termine seu reinado. 
A maior parte nadará em sangue, ao lado do Sena, 
O solo será coberto de sangue.
(II, 57)


Napoleão Bonaparte
Em 1804 ocorreu a coroação de Napoleão Bonaparte (1769-1821) e a invasão dos territórios papais que posteriormente foram anexados ao império francês. Nessa Centúria, a profecia se revelou. O profeta o considerava como o segundo Anticristo - o primeiro teria sido Nero (37 d. C – 68) - e foi visto como um carniceiro. No dia 18 de junho de 1815, ocorreu a Batalha de Waterloo que marcou a derrota e o término do seu poder na França. A história nos conta que Napoleão seguiu para Waterloo com 70 mil homens onde foi travado um combate violento contra os ingleses. Os soldados franceses foram dizimados devido ao inverno rigoroso, reduzidos a 34 mil homens.

No mundo será feito um rei, 
Que terá pequena paz e vida curta. 
Neste tempo o barco do papado, 
Estará perdido, governado em seu maior detrimento.
(I, 4)

Um imperador nascerá na Córsega*, 
Custará caro ao império. 
Veremos com quantos ele faz aliança, 
Será julgado menos príncipe do que carniceiro. 
*Ele nasceu em Ajaccio, cidade francesa localizada na ilha de Córsega.
(I, 60)

Prestes a combater, falhará, 
O chefe inimigo obterá a vitória, 
A retaguarda se defenderá, 
Os que forem mortos no território cheio de neve farão falta.
(IV, 75)


O nazismo e Adolf Hitler (1889-1945)
Na terceira Centúria, Nostradamus cita o local de nascimento de Adolf Hitler (nascido na Áustria, na fronteira com Alemanha) e a advertência sobre o nazismo, que teve seguidores tão fanáticos que desprezavam a morte, o ouro e as riquezas para seguir seu líder. Hitler reforçou o ódio contra os judeus da mesma maneira que Nero fez com os cristãos. No fim da Segunda Guerra Mundial, a Alemanha estava devastada pela miséria. O exército foi derrotado e os fornos crematórios descobertos. Em 1944, três alemães, armaram um plano para matar Hitler na operação Valquíria.

Uma nova seita de filósofos, 
Que desprezam a morte, o ouro, as honras e as riquezas, 
Nascerá nas fronteiras da Alemanha, 
E os que a seguirem terão apoio e audiência. 
(III, 67)

O primeiro do III* fará pior do que Nero. 
Ele será também valente para derramar o sangue humano. 
Ele fará construir fornos. 
A prosperidade terá fim e esse novo chefe será a causa de grandes escândalos. 
*A Alemanha nazista era chamada de 3° Reich.
(IV, 17)

O novo Nero fará jogar nos três fornos os jovens, para queimá-los vivos. 
Feliz aquele que estiver longe desses atos. 
Três do seu sangue o vigiarão para fazê-lo perecer.
(IX, 53)


Fim do Duce Benito Mussolini (1883-1945) e do fascismo na Itália
Os fascistas mataram centenas de pessoas quando a guerra estava perdida. Esse massacre ocorreu em um vilarejo perto de Florença, nas proximidades de Luca. Na Piazza Colonna, sede do partido fascista, os manifestantes gritaram que o fascismo estava morto.

Chorarão em Milão, em Luca e em Florença, 
Quando seu grande Duce partir de carro. 
A sede do governo mudará, 
Quando houver um ataque perto de Veneza, 
Quando em Roma ele terá uma mudança, 
Na Piazza Colonna. 
(X, 64)


Iraque e Saddam Hussein (1937-2006)
Quinto presidente iraquiano, Saddam Hussein* teve uma liderança ditatorial e ordenou genocídios, campanhas contra os curdos e outras etnias, além da forte repressão política. Desenvolveu um culto a sua idolatria que beirou a mais odiosa tirania. 
*Nostradamus o considerava como o quarto Anticristo.

O personagem terrível, malvado e infame, 
Entrará no Iraque para impor sua tirania, 
Serão amigos de uma falsa República. 
A terra ficará horrorizada com esta fisionomia odiosa. 
(VIII, 70)


França e o islamismo
A França partilha do renascimento do mundo muçulmano. Recentemente, proibiu o uso do véu islâmico. Isso poderia contribuir para um conflito entre muçulmanos e não-muçulmanos?

Por causa da discórdia e negligencia francesa, 
Uma abertura surgirá para os maometanos, 
A terra e o mar de Siena estarão cheios de sangue, 
E o porto de Marselha coberto com navios e barcos.
(I, 18)


O Vaticano e a Igreja Católica
Nostradamus previu o declínio da Igreja e cita a data 13 de dezembro, dia do atentado contra o Papa polonês João Paulo II (13 de maio de 1981). Quanto à pilhagem, provavelmente refere-se ao escândalo do Banco Ambrosiano, também ocorrido em 1981.

Oh! Vasta Roma, tua ruína se aproxima, 
Não a de seus muros, mas a do seu sangue e da sua substância, 
A maldade fará um atentado tão terrível, 
Por meio da literatura que todos serão perseguidos.

Depois de Montelimar, o Papa perderá seu brilho. 
Sua infelicidade virá da confluência do Saona e do Ródano, 
Por causa dos soldados escondidos no bosque em 13 de dezembro. 
Nada mais terrível jamais aconteceu ao trono. 
(IX, 68)

A Igreja Católica será perseguida na Polônia, 
E as igrejas serão desapropriadas. 
A mãe será desnudada por seus próprios filhos, 
E os árabes serão aliados dos poloneses. 
(V, 73)

Com a economia em baixa, haverá uma grande calamidade no Ocidente, 
Na Itália, a guerra, a calamidade e o cativeiro, 
Atingirão a Igreja. 
A pilhagem arruinará Mônaco.
(II, 65)


Líbia e Khaddafi
Nostradamus advertiu quanto ao perigo relacionado à política de Muammar Khaddafi (1942-2011). O profeta o considerava como o quinto Anticristo.

Um chefe de estado líbio, poderoso no Ocidente, 
Virá inflamar os árabes contra os franceses. 
Depois, virá um personagem culto, 
Que fará traduzir a língua árabe para o francês.


Atentado em Genebra
Um líder deverá influenciar a Turquia para ordenar um ataque a Europa. Quando esse momento chegar, suíços, ingleses e italianos serão atingidos por suas batalhas. Nostradamus dá a entender (na leitura de outras quadras) que seria um líder iraniano. Ele irá destruir tudo o que possa representar o pensamento político ocidental. Atacará Genebra, a sede da ONU na Suíça.

O choro, os gritos, as lamentações, 
Os clamores de terror se farão ouvir por causa de um personagem desumano, cruel, 
Odioso e terrível, na Suíça, nas ilhas britânicas e entre os dirigentes da Itália, 
Onde ele fará correr sangue, trará frio e fome. 
Ele não terá misericórdia com ninguém. 
(VI 81)

Saiam todos da cidade, habitantes de Genebra! 
Sua idade de ouro se transformará em idade de guerra. 
Aquele que se voltar contra o chefe iraniano exterminará a todos. 
Antes desse acontecimento, haverá sinais do céu. 
(IX 44)


O grande inimigo do gênero humano — Osama bin Laden
Nostradamus também retratou Osama bin Laden (1957-2011), líder e fundador da organização terrorista Al-Qaeda, responsável pelo ataque as Torres Gêmeas no dia 11/9/2001.

Ele subjugará com seu gênio, 
A raça cruel e orgulhosa de barba crespa e negra. O grande Henrique libertará, 
Num lugar distante, todos os prisioneiros da bandeira crescente. 
(II, 79)

Marcado pelas mortes e por crimes abomináveis, 
O grande inimigo do gênero humano, 
Será pior do que todos os seus predecessores. 
Com ferro e o fogo da guerra e da revolução, 
Ele fará correr sangue de modo desumano. 
(X, 10)


Fim dos tempos
A última quadra profética de Nostradamus refere-se a julho de 1999 onde iria insurgir o Anticristo, um conquistador, líder político e militar não cristão. Em 7/8/1998 (existe a aproximação da data prevista) o grupo extremista Al-Qaeda liderado por Osama bin Laden (1957-2011), explodiu quatro embaixadas (duas nos Estados Unidos, Quênia e Tanzânia), matando 256 pessoas e ferindo mais de cinco mil. Até então, o mundo não tinha ouvido falar no terrorista. Em X, 72 lê-se:

No ano de 1999, sete meses (julho) virá pelos ares, 
Um grande chefe apavorante,
Que fará reviver o grande conquistador de Angolmois, 
Antes e depois, a guerra reinará pela felicidade.


Líder espiritual Dalai Lama
Entre várias profecias, há cerca de 60 versos que parecem descrever um mestre espiritual e um novo movimento, que ajudará a construir um fenômeno histórico chamado 'Movimento do Potencial Humano' ou 'Movimento da Nova Era'. Entre esses versos há algumas citações que parecem se referir ao líder espiritual e político do Tibete, o 14° Dalai Lama, Tenzin Gyatso (1935). Eis alguns trechos das quadras: 

Do oriente, ensinando coisas boas ao ocidente, 
Ele aparecerá na Ásia, 
Se sentirá em casa na Europa e voará pelo céu. 
Pelas chuvas e pelas neves, 
Golpeará todo o mundo com seu bastão (símbolo da iluminação). 
As religiões se unirão contra os vermelhos e ele falará com a boca fechada. 
(a cor vermelha está relacionada às cores das suas vestes e também da China (o budismo é uma religião que zela pelo silêncio).

O nome que foi profetizado por Nostradamus a este novo mestre foi Maitreya, ou seja, amigo, cuja missão seria a de ajudar as pessoas a encontrarem a verdade, ou seja, tudo o que Dalai Lama faz na sua jornada de conhecimento e luz.


//

Facebook