29 de março de 2013

Mistérios Gloriosos da Morte de Jesus Cristo




Primeiro Mistério Glorioso: Ressurreição de Jesus

«No primeiro dia da semana, muito cedo, dirigiram-se ao sepulcro com os aromas que haviam preparado. Acharam a pedra removida longe da abertura do sepulcro. Entraram, mas não encontraram o corpo do Senhor Jesus. Não sabiam elas o que pensar, quando apareceram em frente delas dois personagens com vestes resplandecentes. Como estivessem amedrontadas e voltassem o rosto para o chão, disseram-lhes eles: "Por que buscais entre os mortos aquele que está vivo? Não está aqui, mas ressuscitou"» (Lc 24, 1-6). 
«"Se Cristo não ressuscitou, então a nossa pregação não tem sentido e também não tem sentido a vossa fé" (1Co 15, 14). A Ressurreição constitui,  antes de mais, a confirmação de tudo quanto Cristo em pessoa fez e ensinou» (CIC, 651).



Segundo Mistério Glorioso: Ascensão de Jesus ao Céu

«Depois que o Senhor Jesus lhes falou, foi levado ao céu e está sentado à direita de Deus» (Mc 16, 19). 
«Esta última etapa continua intimamente unida à primeira, isto é, à descida do Céu realizada na Encarnação. Só Aquele que "saiu do Pai" pode "voltar para o Pai": Cristo» (CIC, 661).



Terceiro Mistério Glorioso: Vinda do Espírito Santo sobre os Apóstolos

«Chegando o dia de Pentecostes, estavam todos reunidos no mesmo lugar. De repente, veio do céu um ruído, como se soprasse um vento impetuoso, e encheu toda a casa onde estavam sentados. Apareceu-lhes então uma espécie de línguas de fogo que se repartiram e pousaram sobre cada um deles. Ficaram todos cheios do Espírito Santo e começaram a falar em línguas, conforme o Espírito Santo lhes concedia que falassem» (At 2, 1-4).
«"Espírito Santo", é o nome próprio d' Aquele que adoramos e glorificamos com o Pai e o Filho. A Igreja recebeu este nome do Senhor e professa-o no Baptismo dos seus novos filhos» (CIC, 691).



Quarto Mistério Glorioso: Assunção de Maria

«Por isto, desde agora, me proclamarão bem-aventurada todas as gerações, porque realizou em mim maravilhas aquele que é poderoso e cujo nome é Santo» (Lc 1, 48-49). 
« Terminado o curso da sua vida terrena, a santíssima Virgem Maria foi elevada em corpo e alma para a glória do Céu, onde participa já na glória da Ressurreição de seu Filho, antecipando a ressurreição de todos os membros do seu Corpo» (CIC, 974).



Facebook