Como a PlayBoy Mudou o Mundo


Um olhar por trás das páginas centrais da Playboy, que revela como esta revista masculina de Hugh Hefner se tornou um poderoso império internacional. Mas mais do que isso, mostra como a Playboy desafiou as convenções sociais sobre homens, mulheres, sexo e nudez, e ajudou a tomar atitudes frente à liberdade e os direitos civis. Com material de arquivo nunca visto e entrevistas com historiadores sociais, executivos da Playboy e especialistas como Jenny McCarthy, James Caan, o reverendo Jesse Jackson, Diablo Cody, Bill Cosby, Shannon Tweed, Donald Trump e, é claro, Hugh Hefner, este programa mostra como a Playboy não só mudou o mundo, mas ainda tem um profundo impacto sobre a vida cotidiana e os valores sociais e culturais.


Playboy é uma revista de entretenimento erótico direcionada para o público masculino. Foi fundada em 1953 por Hugh Hefner. A primeira edição norte-americana teve na capa a atriz Marilyn Monroe, sendo levada curiosamente às bancas sem número na capa da edição, pois seu criador não tinha certeza de sua continuação. Na época de seu lançamento, a revista destacou-se como pioneira na exibição de fotografias de mulheres nuas.



Todo mês, a revista Playboy apresenta a seus leitores uma estrela principal: a capa da revista, a playmate do mês, bem como uma entrevista e reportagens sobre assuntos diversos do universo masculino.


O símbolo da Playboy é um coelho, pois segundo Hefner o coelho é como o playboy do mundo animal, por se tratar de um animal sofisticado.


A revista possui edições internacionais em vários países. No Brasil, é publicada pela Editora Abril desde 1975. Em Portugal, foi publicada entre 2009 e 2010 pela Frestacom, e desde 2012 pela Mediaplan.



0